Divã da Rosa Rubra: o auto cuidado na modernidade

Compartilhe com muito Amor ...Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Tumblr
Tumblr
Email this to someone
email
Share on Yummly
Yummly

As mulheres que entram em contato com o Sagrado Feminino e tudo aquilo que está relacionado com ele – seja de forma espiritual, emocional ou até mesmo politica – descobrem que saber usar e como manipular certas ervas podem melhorar nossa saúde, e isso é ótimo!

Mas mantemos certos comportamentos da modernidade como a medicalização mesmo entrando em contato com algo mais natural.

De acordo com a Dra em Psicologia Clinica Adriana Barin  existem muitas questões envolvidas muito além do se medicar propriamente dito, mas sim como lidamos e entendemos o que é saúde e doença, ou seja pelas palavras dela:”são problemas não médicos tratados como médicos, onde as patologias são uma construção social.” Isto significa que muitas questões emocionais hoje são tratadas como patológicas.

A mulher que busca hoje a fitoterapia está sendo tendo comportamentos medicalizantes em questões que agir no sintoma é simplista e superficial.

Se a menina ou mulher possui dores e incômodos durante o período menstrual por exemplo, ela não hesita em usar ervas para exclusivamente tratar destes incômodos e dores, não há problema nisso, embora a gritante maioria age desta forma. 

Aprendemos que tomar um remédio de dor de cabeça resolve a dor, mas não aprendemos a observar e entender o que causa isto, será que é sua alimentação? sua rotina? como anda seu emocional?

Tudo aquilo que incomoda ou dói no nosso corpo é um sinal para nos observarmos com mais carinho, entender que cada mulher possui uma forma única de fluir e pulsar, onde agir de forma medicalizante com questões que são naturais é problemático.

*~A medicalização impede modos singulares do corpo da mulher de se expressar.~*

#Alcathea

#circulodemulheres
#despertarfeminino
#autoconhecimento
#valores
#sagrado
#divadarosarubra

#caminhosdosagrado

#saberesdethea

#saberesfemininos

#fitoterapia

#fitoenergética

Andressa Ferreira Thome  – Guhya Kali Thea

Compartilhe com muito Amor ...Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Tumblr
Tumblr
Email this to someone
email
Share on Yummly
Yummly