O grito

Compartilhe com muito Amor ...Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Tumblr
Tumblr
Email this to someone
email
Share on Yummly
Yummly

A voz calada

Contida

Engolida

Sufocada

Há muito guardada mas não esquecida.

Calada por mim

Por medo de mim

Dá minha força

Dá minha coragem

Do meu poder domesticado.

O meu grito

Não é só meu

É de todas as mulheres

De minhas ancestrais

Que foram mutiladas

Violentadas

Feridas

Machucadas

Caladas.

Eu honro e reconheço cada uma delas

Meu grito

É Por mim

Por elas

Por nós!

Por Sirlene Aquino

#despertarfeminino #clãdalua #saberesdethea #perolasdodeserto #saberesfemininos #poesia

Compartilhe com muito Amor ...Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Tumblr
Tumblr
Email this to someone
email
Share on Yummly
Yummly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *